EI impõe sua moeda em transações comerciais em áreas sob seu domínio na Síria

Cairo, 29 mai (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) emitiu uma decisão na qual impõe sua moeda, o dinar e o dirham, para todas as transações que sejam realizadas nas áreas que estão sob seu controle na Síria, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo fontes consultadas pelo Observatório no terreno, o EI imporá penas a quem não acatar esta decisão, que podem ir desde uma multa até o fechamento do estabelecimento infrator, ou uma condenação de prisão para os indivíduos que contravenham a norma.

Em novembro de 2014, o Escritório da Casa de Finanças do EI anunciou que fabricaria moedas em ouro, prata e cobre para "substituir o sistema de câmbio tirânico que foi imposto aos muçulmanos e levou a sua opressão".

Em julho do ano passado, o EI cunhou uma nova moeda denominada "dinar de ouro", que começou a circular na província de Deir ez-Zor, uma de suas fortificações na Síria.

O EI domina quase por completo essa província do nordeste sírio e tem uma forte presença na de Al Raqqa, cuja capital estadual é o principal feudo urbano do grupo na Síria.

A organização jihadista declarou em junho de 2014 um "califado islâmico" nos territórios que conquistou no Iraque e na Síria, mas desde então perdeu parte de seus domínios, principalmente no Iraque. EFE

sr/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos