Paraguai inicia trâmite para extraditar traficante do PCC ao Brasil

Assunção, 20 jun (EFE).- O Ministério Público do Paraguai informou nesta terça-feira que solicitou o início do trâmite de extradição requerido pela Justiça brasileira de Rovilho Barboza, integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) e considerado um dos principais fornecedores de cocaína na região.

Barboza, encarcerado na prisão de Tacumbú, em Assunção, foi detido no último dia 30 de abril na fronteiriça Ciudad del Este junto com outras duas pessoas, dentro de um operação contra o tráfico de drogas.

A procuradoria paraguaia detalhou hoje que já tem em seu poder o pedido de extradição de Barboza, que foi indiciado no Paraguai por falsificação de documentos.

O procurador adjunto, Roberto Zacarías, informou do pedido ao juiz penal de garantias, Miguel Tadeo Fernández, e solicitou que se fixe a audiência de identificação para iniciar os trâmites da extradição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos