China envia navios militares ao Mar Meridional após incursão dos EUA

Em Pequim

  • U.S. Navy/Reuters

    China reage ao envio de destróier americano às ilhas Xisha, no Mar da China Meridional

    China reage ao envio de destróier americano às ilhas Xisha, no Mar da China Meridional

O ministério de Assuntos Exteriores da China confirmou o envio de navios militares e aviões de combate ao Mar da China Meridional, após a incursão neste domingo (2) de um destróier dos Estados Unidos perto das ilhas Xisha.

"A China posicionou navios militares e aviões de combate para deixar de sobreaviso o destróier americano", declarou na noite de domingo o porta-voz do ministério, Lu Kang, em um comunicado.

As ilhas Xisha ficam no Mar da China Meridional, sendo consideradas pelos chineses sob sua soberania.

"A China pede aos Estados Unidos para pôr fim de imediato a este tipo de operações provocativas que violam a soberania do país e ameaçam sua segurança", acrescentou o comunicado.

Lu qualificou a incursão de "pretexto sob a liberdade de navegação" sem a aprovação prévia da China, destacando que as ilhas são "parte inerente do território chinês", de acordo com a Lei da República Popular da China sobre o Mar Territorial e a Zona Contígua, promulgada em 1996.

O porta-voz do governo chinês acusou Washington de agir na direção oposta dos demais países da região que "aspiram à estabilidade, desenvolvimento e cooperação".
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos