Secretário de Segurança de Medellín é preso por ligação com crime organizado

Bogotá, 4 jul (EFE).- O secretário de Segurança de Medellín, Gustavo Villegas, foi preso nesta terça-feira pelas autoridades da Colômbia por suspeita de ter ligações com o crime organizado.

Villegas se entregou ao Ministério Público após saber do mandato de prisão expedido contra ele, disse aos jornalistas o prefeito de Medellín, Federico Gutiérrez.

"Ele apresentou sua carta de renúncia para não atrapalhar as investigações e manter a institucionalidade. Meu único objetivo é, e sempre foi, enfrentar as estruturas criminosas com toda a contundência e no marco da lei", afirmou o prefeito.

A promotora Claudia Carrasquilla explicou que o secretário estaria atuando como intermediário de um grupo conhecido como "La Oficina", de origem para militar, para obter benefícios perante à Justiça como parte do processo de paz.

"Ele será acusado de crime de comum acordo para delinquir", afirmou a promotora.

O jornal "El Colombiano", de Medellín, indicou que Villegas foi integrante do Comitê Olímpico da Colômbia e atuou na direção dos Jogos Sul-Americanos de 2010.

Além disso, comandou na cidade a desmobilização do grupo Cacique Nutibara, ligado às Autodefesas Unidas da Colômbia.

Villegas já tinha sido secretário de governo durante a administração do ex-prefeito Sergio Fajardo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos