Trump expressa condolências por morte de 16 pessoas em queda de avião militar

Washington, 11 jul (EFE). - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, expressou nesta terça-feira seus sentimentos pela morte das 16 pessoas que viajavam em um avião militar do Corpo de Fuzileiros (Marines) e que caiu ontem na zona rural do Mississipi.

"O acidente com o avião dos fuzileiros no Mississippi é doloroso. Melania e eu enviamos nossas mais profundas condolências a todos!", escreveu o presidente no Twitter.

O diretor do Escritório de Gestão de Emergências do condado de Leflore, no Mississipi, Frank Randle, informou à imprensa americana na noite de ontem que as equipes de resgate acharam os corpos das vítimas depois de horas de busca e não encontraram sobreviventes.

O Corpo de Fuzileiros dos Estados Unidos confirmou o acidente, mas não deu detalhes sobre a missão, os tripulantes ou o destino. A aeronave tinha partido do estado da Carolina do Norte.

O acidente ocorreu por causas ainda desconhecidas, por volta das 16h (horário local, 18h em Brasília), no limite entre os condados de Sunflower e Lefrole. O aparelho era um Lockheed Martin KC-130, um avião-cisterna de quatro motores utilizado para o reabastecimento em voo e para transporte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos