PUBLICIDADE
Topo

Embaixadora dos EUA considera "inaceitável" teste de míssil norte-coreano

29/08/2017 13h47

Nações Unidas, 29 ago (EFE).- A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, classificou nesta terça-feira como "inaceitável" o novo teste balístico realizado no dia anterior pela Coreia do Norte, que lançou um míssil que sobrevoou o Japão antes de cair em águas do Oceano Pacífico, perto do litoral japonês.

"Acredito que algo sério tem que acontecer. Já é suficiente. O lançamento do míssil da Coreia do Norte é inaceitável", disse Haley à imprensa pouco antes de participar de uma reunião do Conselho de Segurança sobre as missões de paz da ONU.

As declarações de Haley se unem à firme reação do presidente americano, Donald Trump, que não descartou nenhum tipo de resposta a Pyongyang e afirmou que "todas as opções estão sobre a mesa".

"O mundo recebeu em tom alto e claro a recente mensagem da Coreia do Norte: este regime mostrou o seu desprezo pelos seus vizinhos, por todos os membros das Nações Unidas e por normas mínimas de comportamento internacional aceitável", afirmou Trump em um comunicado.

Na noite de segunda-feira, Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão pediram a realização de uma reunião de urgência do Conselho de Segurança da ONU, que está prevista para esta tarde.

Segundo dados do governo sul-coreano, o lançamento de um míssil balístico de ontem foi o 13º por parte da Coreia do Norte neste ano. O míssil, disparado dos arredores da capital norte-coreana, é o primeiro a sobrevoar o Japão desde 2009.

Esse teste ocorreu depois que no último sábado Pyongyang lançou três mísseis de curto alcance às águas do mar do Japão e após testar dois mísseis balísticos intercontinentais no mês anterior.