PUBLICIDADE
Topo

Deslizamento de terra deixa ao menos 7 mortos no oeste da China

30/08/2017 08h39

Xangai (China), 30 ago (EFE).- Pelo menos sete pessoas morreram e outras duas ficaram feridas após um deslizamento de terra ocorrido na madrugada desta quarta-feira na província de Qinghai, no oeste da China, informou a agência oficial de notícias "Xinhua".

A avalanche ocorreu em uma aldeia no condado de Machin, na prefeitura autônoma tibetana de Golog de Qinghai e, em um princípio, nove pessoas ficaram soterradas, mas duas foram resgatadas com vida.

O governo do condado deslocou mais de 600 efetivos de resgate e evacuou cerca de 90 pastores que viviam na região e por volta de 1.200 animais.

As causas do deslizamento ainda são desconhecidas, mas as chuvas torrenciais são frequentes nesta época do ano na China e é comum que causem inundações, avalanches e outras catástrofes motivadas por fenômenos meteorológicos.

De fato, hoje as autoridades relataram que o número de mortos em outro deslizamento de terra ocorrido na segunda-feira, no sudoeste do país, subiu para 23, segundo a "Xinhua".

No entanto, 12 pessoas ainda estão desaparecidas pelo deslizamento de terras, que ocorreu na localidade de Zhangjiawan, na província de Guizhou.

Cerca de 2 mil pessoas entre policiais, bombeiros e profissionais de saúde participaram dos trabalhos de resgate com mais de 80 veículos de emergência, 20 detectores e vários drones.

Acredita-se que o deslizamento foi resultado das fortes chuvas trazidas pelos últimos tufões que passaram pela China.

Neste fim de semana, quatro pessoas morreram após a chegada do tufão Pakhar, o 14º desta temporada, quatro dias após a passagem de outro tufão, Hato, que deixou 17 mortos.