PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Companhias aéreas da Turquia suspendem voos para o Curdistão após referendo

27/09/2017 13h02

Istambul, 27 set (EFE).- As companhias aéreas da Turquia suspenderão seus voos para o Curdistão iraquiano a partir de sexta-feira, seguindo a decisão do governo de Iraque de interromper a operação de todas as rotas internacionais na região autônoma, que realizou um referendo de independência na última segunda-feira.

"A Direção-Geral de Aviação Civil do Iraque fez saber que, a partir das 18h locais de sexta-feira, serão suspensos os voos aos aeroportos de Erbil e Suleimania, exceto os das companhias aéreas iraquianas", indicou o consulado turco em Erbil, capital do Curdistão iraquiano, em um comunicado.

"Por isso, os voos que a Turkish Airlines, a AtlasGlobal e a Pegasus realizam do nosso país à região não poderão ocorrer a partir da data mencionada. Trabalha-se para aumentar a capacidade dos voos que serão realizados até a data e hora citados", completa a nota.

A medida faz parte da queda de braço entre as autoridades do Curdistão e do governo central do Iraque, uma crise iniciada pelo referendo independentista ocorrido na última segunda-feira.

Além das companhias turcas, já cancelaram voos ao Curdistão a EgyptAir e a libanesa Middle East Airlines.

O primeiro-ministro do Iraque, Haider Al Abadi, lançou na própria segunda-feira um ultimato para os líderes curdos para que entreguem ao governo central o controle dos aeroportos. Caso contrário, proibiria as conexões internacionais ao Curdistão.

Internacional