PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Irã e Iraque realizarão manobras militares conjuntas nos próximos dias

30/09/2017 14h09

Teerã, 30 set (EFE).- Unidades das Forças Armadas do Irã e do Iraque efetuarão nos próximos dias uma série de manobras conjuntas na fronteira iraniana com a região do Curdistão iraquiano, onde serão reforçadas as medidas de segurança.

Os comandantes das Forças Armadas iranianas tomaram esta decisão em uma reunião neste sábado por conta do referendo de independência da região do Curdistão, informou aos veículos de imprensa oficiais o porta-voz militar, Masud Yazayeri.

Yazayeri insistiu na necessidade de respeitar a unidade e a integridade territorial do Iraque e na rejeição do Irã ao referendo "ilegal" curdo.

Na reunião, presidida pelo chefe do Estado Maior das Forças Armadas do Irã, Mohamad Hussein Baqeri, também se decidiu adotar "medidas necessárias para elevar o nível de segurança na fronteira e para receber as forças do governo central do Iraque nos postos fronteiriços", acrescentou o porta-voz.

Os exercícios militares conjuntos acontecerão nos arredores das cidades fronteiriças de Qasr-e Shirin, Marivan e Piranshahr, no noroeste do Irã.

Na véspera da do referendo de independência da última segunda-feira, que terminou com a vitória do "sim" com mais de 92% dos votos, os Guardiões da Revolução Islâmica do Irã já realizaram manobras em zonas fronteiriças com o Curdistão, onde foram desdobrados mais mísseis.

Além dessas medidas, as autoridades iranianas anunciaram neste sábado que está proibida a importação e exportação de derivados do petróleo da região do Curdistão iraquiano.

O Irã, assim como a Turquia - que também se opõe firmemente ao referendo -, tem grandes interesses econômicos na região do Curdistão e conta, além disso, com milhões de cidadãos curdos.

Internacional