Diretor da HRW lamenta indulto a ex-presidente Fujimori

Lima, 24 dez (EFE).- O diretor-executivo para a América da organização defensora de direitos humanos Human Rights Watch (HRW), José Miguel Vivanco, lamentou neste domingo o indulto outorgado ao ex-presidente peruano Alberto Fujimori, ao considerar que é o resultado de "uma negociação política vulgar".

"Em vez de reafirmar que num estado de direito não cabe um tratamento especial a ninguém, ficará para sempre a ideia de que sua libertação foi uma negociação política vulgar em troca da permanência de @ppkamigo (Kuczynski) no poder", escreveu Vivanco na sua conta do Twitter.

"O presidente do Peru, em uso das suas atribuições, que lhe confere a Constituição, decidiu conceder o indulto humanitário a Alberto Fujimori e mais sete presos", segundo um comunicado da Presidência da República.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos