Rússia prende autor de atentado contra supermercado em São Petersburgo

Moscou, 30 dez (EFE).- O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB, antiga KGB) prendeu neste sábado o autor e organizador de um atentado com bomba contra um supermercado em São Petersburgo que deixou mais de 20 feridos na última quarta-feira.

Os detidos estão sendo interrogados pelo Comitê de Instrução da Rússia, que decidirá as medidas cautelares que serão adotadas contra os terroristas responsáveis pelo ataque.

Apesar da divulgação de várias depois diferentes, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que a explosão ocorrida dentro de um supermercado tinha sido mesmo um atentado.

Putin anunciou no dia seguinte que deu ordem ao FSB para que os agentes agissem dentro da lei na hora de prender os terroristas. No entanto, ressaltou que, em caso de necessidade, eles poderiam "liquidar os criminosos no ato".

Além disso, ontem, o presidente aumentou as penas de prisão para os crimes de financiamento ou recrutamento de terroristas. Uma lei também introduziu no código penal o delito de propaganda terrorista.

Recentemente, Putin ligou para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para agradecer por informações repassadas pela CIA que permitiram frustrar uma série de atentados em São Petersburgo.

O FSB prendeu em dezembro sete pessoas que planejavam, entre outros, um ataque suicida contra a catedral de Kazan, que fica na avenida mais frequentada da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos