ONU diz estar horrorizada com ataque do EI a Save the Children no Afeganistão

Nações Unidas, 24 jan (EFE).- O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, se declarou "horrorizado" nesta quarta-feira com o ataque do Estados Islâmico (EI) contra a sede da organização humanitária Save the Children, em Jalalabad, no leste do Afeganistão.

"As organizações humanitárias fornecem ajuda vital a homens, mulheres e crianças vulneráveis no Afeganistão. Os trabalhadores humanitários e as suas instalações e equipes nunca devem ser um alvo", disse Guterres através do seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

O diplomata português destacou que todas as partes do conflito afegão são obrigadas pela legislação internacional a proteger equipes de assistência e civis.

Pelo menos dez pessoas morreram, cinco delas terroristas, e 26 ficaram feridas. Durante quase dez horas, quatro terroristas (o quinto se suicidou no início da operação) fizeram um ataque contra a sede da ONG britânica na capital da província de Nangarhar, principal reduto do grupo jihadista no Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos