Rússia, Irã e Turquia vão se opor a tentativas de minar soluções para a Síria

Moscou, 28 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou neste sábado que Rússia, Irã e Turquia vão se opor às tentativas de minar as negociações para solucionar o conflito na Síria.

As declarações foram feitas após uma reunião com os chanceleres da Turquia, Mevlüt Cavusoglu, e do Irã, Mohammad Javad Zarif.

O chefe da diplomacia russa afirmou que os três países acertaram hoje dar "passos concretos" para promover, coletiva e individualmente, soluções para o conflito na Síria.

"Ao mesmo tempo, destacamos que vamos fazer frente às tentativas de minar nosso trabalho conjunto", disse Lavrov em entrevista coletiva ao lado dos chanceleres turco e iraniano.

Lavrov classificou como "extremamente destrutivas" as declarações de alguns representantes da oposição na Síria, que exigem o cumprimento de condições prévias para negociar com o governo do presidente do país, Bashar al Assad.

"Como condições prévias colocam a mudança de regime, que os líderes da Síria sejam julgados como criminosos de guerra. Essas exigências buscam entorpecer ao máximo os esforços por trás do reatamento do processo de negociação", explicou Lavrov.

A última reunião entre os três países ocorreu no início de abril, antes dos bombardeios lançados por Estados Unidos, Reino Unido e França contra instalações sírias em represália ao suposto ataque com armas químicas em Duma, em Ghouta Oriental.

Rússia e Irã condenaram os bombardeios. A Turquia, por outro lado, elogiou o ataque contra o regime de Al Assad.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos