Argentino é preso após esfaquear esposa grávida e matar 2 policiais

Buenos Aires, 26 mai (EFE).- As forças de segurança da Argentina detiveram em Mendoza, no oeste do país, Alberto Sebastián Petean Pocoví, acusado de esfaquear sua esposa, grávida de gêmeos, e de matar dois oficiais durante sua fuga, informaram neste sábado fontes oficiais.

O diretor do Hospital Luis Lagomaggiore de Mendoza, Mario Bustos Guillen, afirmou hoje a meios de comunicação locais que o estado de saúde da mulher esfaqueada nesta sexta-feira é "estável".

Além disso, segundo a agência estatal "Télam", as autoridades sanitárias indicaram que não se deve temer pela saúde dos fetos.

O ataque aconteceu na tarde de nesta sexta-feira na cidade de Maipú, onde Petean Pocovi feriu sua esposa com uma faca.

Segundo a polícia, o agressor, ao perceber que era perseguido pelas autoridades, conduziu "em muito alta velocidade" e, "de forma premeditada, atropelou violentamente a equipe policial (que pretendia detê-lo) matando dois deles", detalhou a "Télam".

Após o atropelamento, Petean terminou capotando o veículo no qual fugia, o que permitiu a sua detenção, acrescentaram as autoridades.

O agressor foi detido ileso pelos policiais e levado à delegacia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos