Tempestades elétricas deixam 60 pessoas mortas na Índia

Nova Délhi, 29 mai (EFE).- Pelo menos 60 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas por causa de tempestades elétricas que castigaram três estados do norte e do nordeste da Índia nas últimas 48 horas, informou à Agência Efe a Autoridade de Gestão de Desastres.

No estado de Uttar Pradesh, 15 pessoas morreram e dez ficaram feridas nas tempestades que afetaram ontem à noite vários distritos da região, de acordo com o diretor-adjunto da Autoridade de Gestão de Desastres estadual, Sanjay Kumar. Uttar Pradesh, que é o estado mais povoado do país, já tinha sido atingido por temporais no início do mês e na ocasião 157 pessoas morreram.

Em Bihar, a tempestade elétrica provocou ontem a morte de 19 pessoas e deixou seis feridas, conforme o secretário da Autoridade de Gestão de Desastres desse estado, Amrit Pratyaya. O temporal também afetou gravemente o estado de Jharkhand, na região nordeste, onde desde a noite de domingo as tempestades causaram pelo menos 26 mortes e um número indeterminado de feridos, segundo o diretor da Autoridade de Gestão de Desastres na região, Sushil Kumar.

O Departamento de Meteorologia da Índia (IMD) mantém para hoje um aviso para tempestades elétricas, com vento forte, em 19 regiões de todo o país. Além disso, para o estado de Kerala, que fica na região sul, onde hoje começa oficialmente a temporada de chuvas, um alerta para chuvas fortes foi emitido.

No norte do país, os meses de maio e junho, que precedem a temporada de chuvas, vêm acompanhados de um aumento das temperaturas e de uma instabilidade meteorológica que contribui para a formação de tempestades elétricas e de vento. De acordo com os dados do Ministério de Interior fornecidos à Efe, durante a primeira metade de maio pelo menos 238 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas em todo o país por causa das condições meteorológicas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos