PUBLICIDADE
Topo

Detroit prepara grandes homenagens para se despedir de Aretha Franklin

27/08/2018 16h44

Detroit (EUA), 27 ago (EFE).- A cidade de Detroit, no estado americano de Michigan, prepara uma despedida para a "filha adotiva" Aretha Franklin, a "rainha do soul", com um funeral comparável ao dos heróis do movimento em defesa dos direitos civis dos negros.

A cantora, que morreu aos 76 anos no dia 16 de agosto, nasceu em Memphis, no Tennessee, mas se mudou ainda criança com a família para Detroit, onde também viveu seus últimos dias.

Mundialmente conhecida pela voz, Aretha Franklin teve uma vida intensamente ligada ao movimento dos direitos civis nos Estados Unidos e ao feminismo, motivos pelos quais a família quis homenagear esses vínculos.

As autoridades de Detroit e do Museu Charles H. Wright de História Afro-Americana da cidade, onde o corpo da artista ficará exposto ao público até a quarta-feira, divulgaram novos detalhes sobre as homenagens à cantora, que terminarão com o funeral na sexta-feira.

A expectativa é que milhares de pessoas compareçam ao museu, o mesmo onde foi exposto em 2005 o corpo da ativista dos direitos civis dos negros Rosa Parks, que em 1955 se negou a se levantar do assento de ônibus reservado aos brancos no qual estava sentada, no estado do Alabama.

O velório de Aretha Franklin ficará aberto no museu - que a cantora gostava de visitar - durante 12 horas amanhã e na quarta-feira para permitir que o maior número possível de pessoas se despeçam.

Na quinta-feira, o corpo será levado à igreja batista New Bethel, o templo de Detroit onde o pai da cantora, Clarence LaVaughn Franklin, atuou como pastor entre 1946 e 1979, quando morreu atingido por dois tiros durante uma tentativa de roubo em casa.

O funeral será realizado na sexta-feira em Greater Grace Temple, uma igreja na zona leste de Detroit com capacidade para 4.000 pessoas, o mesmo local onde em 2005 foram feitas homenagens a Rosa Parks.

A família de Aretha Franklin anunciou que o ex-presidente Bill Clinton será um dos oradores no funeral, para o qual só foram convidados a família e amigos da cantora, assim como representantes da política, da música e dos direitos civis.

Segundo informaram a família e os representantes de Franklin, o ex-procurador-geral dos EUA Eric Holder, o cantor Smokey Robins e os reverendos Jesse Jackson e Al Sharpton também discursarão durante a cerimônia.

A celebração religiosa também contará com várias estrelas do mundo da música, entre elas Stevie Wonder, Faith Hill, Ronald Isley, Chaka Khan, Jennifer Hudson e Fantasia.

Após a cerimônia, Franklin será sepultada no cemitério de Woodlawn em Detroit, onde foram enterrados outros membros da família, inclusive o pai. Woodlawn também é onde descansam os restos de Parks.