PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Casa Branca condena tentativas de ataques contra famílias Clinton e Obama

24/10/2018 12h26

Washington, 24 out (EFE).- A Casa Branca condenou nesta quarta-feira "as tentativas de ataques violentos" com artefatos explosivos dirigidos às residências de Bill e Hillary Clinton, em Nova York, e de Barack e Michelle Obama, em Washington.

"Condenamos as tentativas de ataques violentos efetuados recentemente contra o presidente Obama, o presidente Clinton, a secretária (de Estado) Clinton e outras figuras públicas", afirmou em comunicado a porta-voz presidencial, Sarah Sanders.

"Estes atos aterrorizantes são desprezáveis e todos os responsáveis prestarão contas antes de tudo no marco da lei. O Serviço Secreto dos Estados Unidos e outras agências da lei estão investigando e tomarão todas as ações apropriadas para proteger qualquer um que seja ameaçado por estes covardes", acrescentou.

Sanders fez essas declarações pouco depois que as autoridades informaram que tinham interceptado um pacote dirigido aos Clinton no condado de Westchester, em Nova York, na última hora de terça-feira, e de outro nesta quarta-feira em Washington na residência dos Obama.

De acordo com o jornal "The New York Times", que cita fontes da polícia, os dispositivos são similares aos que as autoridades encontraram e detonaram na segunda-feira na residência do multimilionário filantropo George Soros, ao norte do estado de Nova York.

O Departamento de Segurança Nacional, ao qual está integrado o Serviço Secreto, afirmou em sua nota que os pacotes foram "identificados imediatamente como artefatos explosivos durante processos rotineiros de revisão dos Correios, e foram manejados apropriadamente".

"Os protegidos não receberam os pacotes nem correram o risco de recebê-los", acrescentou o Serviço Secreto.

O assunto está sob uma "ampla investigação criminal" e reunirá "todos os recursos disponíveis" em nível federal, estadual e local para "determinar a fonte dos pacotes e identificar os responsáveis", completaram as autoridades.

Por sua parte, o FBI de Nova York indicou em mensagem na sua conta oficial do Twitter que está a par do objeto achado perto da residência dos Clinton, na cidade de Chappaqua (Nova York), e que suas forças especializadas em terrorismo estão colaborando com outras agências na investigação.

Internacional