PUBLICIDADE
Topo

Rei saudita conversa com Putin e Merkel sobre investigação do caso Khashoggi

25/10/2018 18h11

Riad, 25 out (EFE).- O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdul Aziz, conversou nesta quinta-feira com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, sobre o andamento das investigações para esclarecer o caso do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que morreu dentro do consulado saudita em Istambul no dia 2 de outubro, segundo a agência pública "SPA".

O monarca informou a Putin sobre "as medidas que foram tomadas e as investigações (que foram abertas para revelar toda a verdade do caso da morte" de Khashoggi, e garantiu que os responsáveis pelo assassinato serão julgados e punidos.

Em resposta, Putin expressou "confiança" nas medidas "honestas" e nas "investigações transparentes que estão sendo realizadas" para esclarecer o assassinato, que gerou uma onda de indignação mundial.

Também nesta quinta-feira, o rei saudita ligou para Merkel de modo a ressaltar que os autores da morte "não representam os princípios e valores do reino" saudita, segundo a agência, que acrescentou que a chefe de governo alemã expressou a "esperança que as investigações atuais revelem todos os aspectos" do caso.

Apesar das palavras divulgadas pela agência, a postura de Merkel em relação ao caso é de repúdio contundente, a ponto de ter anunciado no último domingo a suspensão das exportações de armas à Arábia Saudita até que o assassinato seja esclarecido.

A Justiça saudita reconheceu nesta quinta-feira que, segundo as informações recebidas pela Turquia, "os acusados deste incidente tinham a intenção premeditada" de cometer o assassinato.