PUBLICIDADE
Topo

Dois condenados à morte são executados no Japão

27/12/2018 01h01

(Atualiza com confirmação oficial e identidade de executados)

Tóquio, 27 dez (EFE).- Duas pessoas que tinham sido condenadas à pena de morte foram executadas nesta quinta-feira no Japão, segundo fontes oficiais do país.

Os homens eram Keizo Okamoto, de 60 anos, e Hiroya Suemori, de 67, condenados à pena de morte por roubo e assassinato de duas pessoas em 1988 na cidade de Osaka, segundo informou em entrevista coletiva o ministro de Justiça, Takashi Yamashita.

De acordo com a informação oficial, as duas execuções foram realizadas na prisão de Osaka, a segunda cidade mais populosa do Japão e onde estavam detidos os dois condenados.

As últimas execuções no Japão tinham acontecido em julho passado. No dia 6 foram executados sete integrantes da seita que atacou com gás sarin o metrô de Tóquio em 1995, entre eles o líder do grupo, Shoko Asahara, e no dia 26 do mesmo mês foram executados seis membros dessa mesma seita devido ao mesmo fato.

Yamashita, que assumiu o cargo em outubro passado, declarou na entrevista coletiva de hoje que "a maioria do povo japonês considera que é inevitável a pena de morte para os casos extremamente cruéis".

Neste ano foram executadas no Japão 15 pessoas que tinham sido sentenciadas à pena capital. Nas prisões do país há atualmente 110 réus condenados à morte, segundo dados oficiais. EFE