PUBLICIDADE
Topo

Peruano batiza filho como Odebrecht e entra em lista de nomes inusitados

28/12/2018 20h12

Lima, 28 dez (EFE).- Odebrecht e Venezuela foram dois dos nomes mais curiosos registrados neste ano nos bebês nascidos no Peru, de acordo com uma relação revelada nesta sexta-feira pelo Registro Nacional de Identidade e Estado Civil (Reniec).

A participação do país na Copa do Mundo deste ano, após 36 anos de ausência, também foi uma grande fonte de inspiração para os pais peruanos, mas alguns preferiram "homenagear" a construtora brasileira envolvida em um grande escândalo de corrupção e a imigração maciça de venezuelanos para o Peru.

Um único peruano foi batizado como Odebrecht em 2018 e outros cinco ganharam o nome de Venezuela.

Eles foram incluídos em uma longa lista de nomes "curiosos" que foram registrados durante o ano, mas não conseguiram competir com Paolo, nome do capitão da seleção, Paolo Guerrero, ex-Flamengo e Corinthians, que lidera a relação com 36.891 ocorrências, seguido de Jefferson, com 29.814, uma homenagem a Jefferson Farfán, que também disputou a Copa do Mundo da Rússia.

Outro atleta que ganhou homenagens de pais peruanos foi o francês Kylian Mbappé, cujo nome completo consta em dez certidões de nascimentos registradas no país em 2018. O croata Luka Modric, eleito melhor jogador do mundo pela Fifa, também está na lista, com cinco ocorrências computadas pelo Reniec. EFE