PUBLICIDADE
Topo

Papa incentiva "cultura do encontro" em ato da Jornada Mundial da Juventude

24/01/2019 21h47

Cidade do Panamá, 24 jan (EFE).- O papa Francisco encorajou nesta quinta-feira os jovens de todo o mundo presentes na cerimônia de boas-vindas da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá a continuar cultivando a "cultura do encontro" para desautorizar os que semeiam a divisão e excluem os que "não são como nós".

O pontífice participou da cerimônia da JMJ realizada na Faixa Litorânea do Panamá e considerada a festa central deste ato católico que reuniu cerca de 150.000 jovens, entre eles 85.000 peregrinos chegados de todo o mundo.

Francisco lembrou que os jovens na preparação deste evento foram "verdadeiros professores e artesãos da cultura do encontro", uma das ideias que o papa repete nos seus discursos.

Estes jovens, procedentes em sua maioria da América Latina e muitos deles imigrantes, foram elogiados por Francisco porque, "com seus gestos e atitudes, com seus olhares, seus desejos e especialmente com sua sensibilidade, desmentem e desautorizam todos esses discursos que se concentram e se empenham em semear divisão, em excluir ou expulsar os que não são como nós".

Em cerimônia protagonizada pelas representações dos vários países e tradições com canções e bailes, Francisco destacou que esses jovens vêm de culturas e povos diferentes, falam línguas diferentes, mas que nada disso lhes impediu de encontrar-se, de sentir-se felizes e de estar juntos.

"E isto porque têm esse olfato que sabe intuir que o amor verdadeiro não anula as legítimas diferenças, mas as harmoniza em uma unidade", disse Francisco, citando uma homilia de Bento XVI para em seguida pedir um forte aplauso para o papa emérito.

Além disso, o pontífice, que chegou nesta quarta-feira ao Panamá, encorajou os jovens a seguir adiante para renovar a Igreja, embora "não para criar uma Igreja paralela um pouco mais divertida ou 'cool'".

O papa concluiu desejando que "o Panamá hoje seja não somente um canal que una mares, mas também um canal onde o sonho de Deus siga encontrando leitos para crescer e multiplicar-se e propagar-se em todos os cantos da Terra". EFE