PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Argentina busca "menos impedimentos" em exportações para o Brasil

26/01/2019 19h31

Buenos Aires, 26 jan (EFE).- A secretária de Comércio da Argentina, Marisa Bricher, manifestou neste sábado a vontade do governo do país de que haja "menos impedimentos" nas exportações para o Brasil, para assim conseguir uma balança comercial "mais equitativa".

Bricher disse ser necessário "falar da convergência reguladora" com o Brasil.

"Precisamos que haja menos impedimentos à importação de alimentos argentinos", ressaltou a secretária à agência estatal de notícias "Télam".

Bricher relatou que, durante a visita do presidente argentino, Mauricio Macri, ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, "o primeiro tema" debatido foi sobre "todas as medidas que travam o comércio bilateral", para que "a Argentina possa ter acesso com mais produtos" ao mercado do país vizinho.

"Há predisposição para que isso seja acertado, porque eles querem aumentar as suas exportações, mas neste caso tem que ser compensado com uma balança comercial mais equitativa", declarou Bricher.

Sobre a reunião com representantes da área de comércio exterior do governo brasileiro, Bricher disse ter visto boa vontade.

"Nos encontramos com uma equipe predisposta ao diálogo. A prioridade é trabalhar com o Mercosul e com a Argentina. Tem uma equipe econômica muito preparada, com um Mercosul que se reafirma e com uma balança comercial bilateral com predisposição para que melhore", disse.

O Brasil é o maior parceiro comercial da Argentina, para onde exportou em 2018 US$ 14,835 bilhões em produtos e de onde importou US$ 11,032 bilhões, diferença sobre a qual a negociação se refere. EFE

Internacional