PUBLICIDADE
Topo

EUA destinam US$ 56 milhões à Venezuela, "apesar da brutalidade de Maduro"

25/02/2019 17h02

Bogotá, 25 fev (EFE).- O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviará uma ajuda adicional de US$ 56 milhões para continuar levantando os auxílios destinados aos venezuelanos necessitados, "apesar da brutalidade" do regime de Nicolás Maduro, anunciou nesta segunda-feira em Bogotá o vice-presidente americano, Mike Pence.

"Hoje é também um privilégio anunciar que os EUA darão US$ 56 milhões adicionais para respaldar nossos aliados na região à medida que ajudam o povo venezuelano", disse Pence durante seu discurso na 11ª cúpula do Grupo de Lima.

O enviado de Trump à reunião lembrou que os EUA deram "mais de US$ 139 milhões em assistência ao povo da Venezuela até o momento".

O vice-presidente americano também destacou que nas duas últimas semanas o governo de Trump enviou à região cinco aeronaves de transporte militar com 400 toneladas de alimentos e remédios à Colômbia e ao Brasil.

Pence se reuniu com o presidente da Colômbia, Iván Duque, e com o líder do Parlamento venezuelano, Juan Guaidó, reconhecido por vários países como presidente interino da Venezuela.

Após o encontro, explicou que no diálogo com Duque expressou que os esforços dos EUA para fornecer ajuda não só continuarão, mas "aumentarão, apesar da brutalidade de Maduro".

Além disso, disse que seu país está identificando novas áreas para enviar assistência "adicional para o povo da Venezuela".

A cidade colombiana de Cúcuta, fronteiriça com a Venezuela, é, junto a Curaçao, Roraima e Miami, um dos quatro pontos oficiais para o armazenamento de remédios e alimentos para atenuar a crise na Venezuela. EFE