PUBLICIDADE
Topo

Nova York registra menor número de internações desde começo do confinamento

10/05/2020 20h18

Nova York, 10 mai (EFE).- O estado de Nova York, epicentro global da pandemia de Covid-19, com 26.612 mortes, registrou 521 novas internações neste sábado, seu número mais baixo desde 20 de março, quando as autoridades proibiram todas as atividades não essenciais para deter a propagação do novo coronavírus.

Em entrevista coletiva na qual teve a companhia da filha Michaela Kennedy-Cuomo e parabenizou a mãe, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, forneceu esses e outros dados, entre eles o de número de vítimas do SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas. Houve 207, o menor número desde 27 de março.

O governador disse também que há 85 casos de crianças afetadas por uma síndrome que poderia estar relacionada à Covid-19 e confirmou que três delas morreram. Ontem o número de menores com tal problema era de 73.

Além disso, o político disse que as mortes de duas outras crianças estão sendo investigadas e ressaltou que os Departamentos de Saúde de todos os estados do país foram informados sobre a situação. Os sintomas são semelhantes aos da doença de Kawasaki e da síndrome do choque tóxico.

Essas notificações não se apresentam como um caso típico de Covid-19, que geralmente são respiratórios, segundo o governador, que depois explicou que se apresentam como inflamação dos vasos sanguíneos e às vezes inflamação do coração.

O prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, também se referiu a essa "condição incomum" em coletiva e admitiu estar "profundamente preocupado" com a síndrome.