PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
5 meses

Casa Branca chama de 'valentes' mulheres que acusaram governador de NY

A saída de Andrew Cuomo do cargo se tornará efetiva em 14 dias - Mike Segar
A saída de Andrew Cuomo do cargo se tornará efetiva em 14 dias Imagem: Mike Segar

10/08/2021 20h11

A Casa Branca se manifestou nesta terça-feira sobre o caso de assédio sexual envolvendo o governador de Nova York, Andrew Cuomo, exaltando a atitude das mulheres que o acusaram.

"Essa história é sobre as mulheres valentes que deram um passo a frente a frente e contaram suas histórias", disse a porta-voz da presidência dos Estados Unidos, Jen Psaki, em entrevista coletiva.

Hoje, Cuomo renunciou ao cargo, após a acusações de assédio sexual detalhadas em um relatório apresentado na semana passada pela Procuradoria-Geral do estado, e afirmou que assume "toda a responsabilidade" por suas ações.

A saída do cargo se tornará efetiva em 14 dias e marca a dramática queda de um dos políticos mais populares dos últimos anos nos Estados Unidos, principalmente durante os piores meses da pandemia, inclusive sendo apontado como futuro candidato à presidência.

Na declaração, a porta-voz da Casa Branca evitou adotar um tom de comemoração pelo avanço do caso e se limitou a dizer que o presidente dos EUA, Joe Biden, havia pedido uma semana atrás a expulsão de Cuomo do Partido Democrata, que também integra.

Psaki garantiu que o chefe de governo não falou até o momento com Cuomo, nem que tem planos de fazer isso. Além disso, garantiu que a Casa Branca não recebeu qualquer aviso prévio do anúncio de que o governador entregaria o cargo.

Na semana passada, a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, garantiu que uma investigação apontou que Cuomo infringiu leis estaduais e federais, ao "assediar sexualmente diversas mulheres, muitas delas jovens, com toques, beijos, abraços e comentários impróprios que não foram desejados", entre 2013 e 2020.

Ainda de acordo com a denúncia apresentada, entre essas mulheres, estavam funcionárias do governo estadual.

Com a renúncia apresentada hoje, Cuomo será sucedido pela atual vice-governadora, a democrata Kathy Hochul, de 62 anos, que se tornará a primeira mulher a governar o estado de Nova York.