PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Premiê peruano repreende vice-chanceler por declaração sobre Venezuela

Bandeira do Peru - AFP
Bandeira do Peru Imagem: AFP

Da EFE, em Lima (Peru)

21/09/2021 20h17

O primeiro-ministro do Peru, Guido Bellido, repreendeu publicamente o vice-chanceler do país, Luis Enrique Chávez, por dizer que o governo de Pedro Castillo não reconhece nenhuma autoridade da Venezuela.

Em mensagem postada no perfil que mantém no Twitter, Bellido garantiu que não é posicionamento do recém-eleito Executivo peruano "não reconhecer autoridades legítimas da Venezuela".

O primeiro-ministro, inclusive, lembrou que Castillo se reuniu com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante a cúpula da Comunidade de Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac), realizada no México.

A reunião teve como motivo, justamente, debater a crise migratória na Venezuela, que faz com que o Peru receba quase 1 milhão de pessoas vindas do país que faz fronteira com o norte do Brasil.

Este encontro mencionado por Bellido entre Castillo e Maduro não foi tornado público anteriormente por autoridades peruanas ou venezuelanas.

"Se o chanceler ou seu vice não gostam disso, têm as portas abertas", afirmou o primeiro-ministro, em mensagem direcionada ao ministro das Relações Exteriores do Peru, Óscar Múrtua.

Luis Enrique Chávez disse mais cedo, em entrevista à veículos de imprensa peruana, que o governo não reconhece nenhuma autoridade da Venezuela desde 5 de janeiro de 2021, na última vez em que o Grupo de Lima se pronunciou sobre a crise do país.

O vice-chanceler, além disso, afirmou que a orientação recebida de Castillo é apoiar o "diálogo interno venezuelano", para que seja alcançada uma saída democrática de consenso.

Internacional