PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Guaidó convoca mobilização por "segunda" independência da Venezuela

05/07/2022 22h54

Caracas, 5 jul (EFE).- O líder opositor venezuelano Juan Guaidó convocou nesta terça-feira os cidadãos de seu país a lutar para alcançar "a segunda" independência, em declarações por ocasião do aniversário da emancipação da nação caribenha em 5 de julho de 1811.

"Hoje, 5 de julho, enquanto nós venezuelanos comemoramos nossa primeira independência, mantemos o desejo e a luta pela conquista da segunda. Resistimos a uma ditadura e seguiremos adiante", disse Guaidó em mensagem em sua conta no Twitter.

O ex-deputado ressaltou ainda que os antichavistas não descansarão "até restaurar a democracia e ver renascer a República".

O opositor Julio Borges emitiu uma mensagem semelhante na mesma rede social, na qual comentou que a luta dos venezuelanos deve ser "para recuperar a liberdade e a plena soberania".

"Celebramos nosso Dia da Independência lembrando que nossa soberania está subordinada a potências estrangeiras e a um regime que desintegrou nossa nação", criticou Borges.

Por sua vez, o ex-parlamentar Williams Dávila destacou, segundo um comunicado de imprensa da oposição, que "este 5 de julho deve servir para consolidar nossa aspiração de lutar pela independência e pela liberdade".

Outra opositora, Lucrecia Morales, instou os cidadãos a resgatar a Constituição da era da independência e acrescentou que esta data "é um lembrete do tipo de República que a Venezuela precisa" para alcançar a prosperidade, a reconciliação nacional e garantir o respeito às liberdades fundamentais, segundo o comunicado.

Anteriormente, a oposição venezuelana agrupada na Plataforma Unitária, da qual fazem parte os citados políticos antichavistas, já havia ratificado seu compromisso de "alcançar a verdadeira independência" na Venezuela. EFE