PUBLICIDADE
Topo

Erratas

UOL Educação: Correção comentada do Enem 2013 tem 6 respostas alteradas

31/10/2013 17h02Atualizada em 31/10/2013 18h06

Após a divulgação do gabarito oficial do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2013, na última terça-feira (29), os professores do Curso e Colégio Objetivo alteraram as respostas de seis questões da correção comentada das provas, publicada pelo UOL no sábado (26) e no domingo (27).

Segundo o Objetivo, a direção ainda está discutindo se contestará oficialmente alguma questão do Enem.

As questões alteradas foram as seguintes: 29, 41, 95 (espanhol), 109, 122 e 128. A numeração corresponde à prova amarela.

Na questão 29, os professores veem problemas e afirmam que a Lei das XII Tábuas, promulgada pelo Senado em 450 a.C, não tratava de cidadania. “A cidadania foi estendida a todos os homens livres, dentro dos domínios romanos, pelo Edito de Caracala, em 212 d.C.”, diz o comentário da questão.

Sobre a questão 41, os professores afirmam: “A alternativa B é que mais se atém ao texto. Entretanto, a alternativa A expressa a visão contemporânea sobre a conquista espanhola da América e poderia ser interpretada como representativa do “sentido” (isto é, do significado) do texto; e até a alternativa C poderia eventualmente ser escolhida, pois o trecho reproduzido também enfatiza a ideia de mortandade, ainda que lhe reserve menos espaço que as considerações de caráter militar. De qualquer forma, a questão foi elaborada de tal maneira que pode suscitar no candidato dúvidas sobre qual seria a resposta correta”.

Já na questão 109, para os professores, a alternativa C (resposta oficial) não difere da alternativa B, pois em ambas o recurso linguístico em questão é descrito de forma equivalente. Os professores consideram que as alternativas B e C deveriam ser consideradas corretas.

Para os professores a questão 122 não é clara e a resposta oficial não é aceitável, “pois não se entende qual seja o ‘comportamento idealista’ de Brás Cubas que a ‘metáfora do relógio’ redirecionaria. Trata-se de um teste confuso, que deveria ser anulado”.

Na questão 128, os professores afirmam que a pobreza, visual e verbal, dos quadrinhos apresentados faz com que seja exagerada a sua descrição na alternativa D (resposta oficial). “Além disso, tal descrição não contempla o último dos quadrinhos, voltado não para a forma ou conteúdo do livro, mas para a relação do leitor com ele, o que deve ter motivado confusão e erro para os candidatos. Ainda assim, a resposta menos má é a D”, afirmam os professores no comentário da correção.

Já a questão 95 de espanhol, 186 na sequência da correção comentada, apresentava a alternativa D como correta. Os professores do Objetivo alteraram a resposta para a letra C, concordando com o gabarito oficial. 

Erratas