PUBLICIDADE
Topo

1 milhão receberam tratamento "revolucionário" contra hepatite C

27/10/2016 13h53

OMS explica que novidade foi introduzida há dois anos e beneficiados são de países de rendas baixa ou média, como o Brasil; novo medicamento tem índice de cura de 95% e menos efeitos colaterais; alto custo é problema. Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.  A Organização Mundial da Saúde, OMS, divulgou esta quinta-feira [...]