PUBLICIDADE
Topo

ONU elogia Quénia por comutar penas de morte em prisão perpétua

28/10/2016 16h47

Mais de 2,7 mil condenados foram retirados do corredor da morte, incluindo cerca de 2,6 mil homens e 92 mulheres. Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque. O Escritório de Direitos Humanos da ONU elegiou a decisão do presidente Uhuru Kenyatta, do Quénia, esta semana de comutar todas as penas de morte para prisão [...]