Estado Islâmico mata dezenas de civis no Afeganistão, diz autoridade

HERAT, Afeganistão (Reuters) - Combatentes suspeitos de pertenceram ao Estado Islâmico cercarem dezenas de civis e os executaram em uma represália depois de a polícia ter matado um comandante dos militantes na remota província afegã de Ghor, disse uma autoridade provincial nesta quarta-feira.

As mortes ocorreram após um ataque militante na terça-feira perto de Feroz Koh, a capital da província no centro-oeste do país. Até o momento a maior parte das atividades do Estado Islâmico no Afeganistão vinha se concentrado na província de Nangarhar, no leste.

"A polícia afegã matou um comandante do Daesh na província de Ghor durante uma operação ontem, mas combatentes do Daesh capturaram cerca de 30 civis perto da capital provincial e matou todos eles a tiros por vingança", disse Abdul Hai Khatibi, porta-voz do governador, usando um dos nomes dados ao Estado Islâmico.

Em uma mensagem publicado no Twitter pelo porta-voz Abihullah Mujahid, o Taliban, que faz oposição ao Estado Islâmico, disse que não era responsável pelas mortes de civis em Ghor.

(Reportagem de Jalil Rezaee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos