Três halterofilistas do Cazaquistão perdem medalhas de ouro de Londres 2012 por doping

ZURIQUE (Reuters) - Três levantadoras de peso do Cazaquistão perderam as medalhas de ouro que conquistaram na Olimpíada de Londres 2012 por terem sido flagradas por doping em novos exames de amostras armazenadas desde os Jogos, informou o Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta quinta-feira.

As três são Zulfiya Chinshanlo, da categoria de 53kg, Maiya Maneza, da categoria 63kg, e Svetlana Podobedova, que competiu na categoria 75kg.

Elas integram um grupo de oito atletas que foram desclassificados nesta quinta-feira devido a novas análises de amostras realizada pelo COI.

Um total de 98 amostrar deram resultado positivo para substâncias proibidas nos reexames dos Jogos de 2008 e 2012. O COI se empenhou em acabar com as fraudes e impedir tais ocorrências na Olimpíada do Rio de Janeiro deste ano.

As cinco outras atletas são as levantadoras de peso bielorrussas Marina Shkermankova, que conquistou o bronze na categoria de 69 quilos, Dzina Sazanavets e Yauheni Zharnasek, além do saltador de vara russo Dmitry Starodubtsev e o lançador de martelo Kirill Ikonnikov.

Todos os oito foram flagrados pelo uso de turinabol ou stanozolo, anabolizantes que intensificam o desempenho ou aceleram a recuperação de lesões.

O COI armazena amostras durante uma década para fazer testes com métodos mais novos ou para analisar substâncias de melhoria de desempenho que ainda não foram identificadas.

A grande maioria dos 98 atletas que testaram positivo é de países do leste europeu ou da Rússia.  

(Por Brian Homewood e Karolos Grohmann)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos