Nova York usa caminhões de areia para proteger desfile do Dia de Ação de Graças

Por Daniel Trotta

NOVA YORK (Reuters) - A polícia da cidade de Nova York irá usar caminhões repletos de areia, detectores de radiação, cães farejadores de bomba e policiais fortemente armados nesta quinta-feira para proteger o 90º desfile do Dia de Ação de Graças patrocinado pela rede de lojas Macy's, depois que o Estado Islâmico incentivou seus seguidores a atacar o evento.

As autoridades acreditam que 3,5 milhões de pessoas irão se reunir ao longo da rota de 4 quilômetros da parada realizada em Manhattan para assistir ao desfile anual, que é transmitido pela televisão e dá início à temporada de compras de fim de ano com balões gigantes na forma de personagens de desenho animado.

Os 82 caminhões de areia do Departamento de Saneamento serão utilizados para conter uma eventual ameaça do Estado Islâmico, que classificou o desfile como um "alvo excelente".

O grupo militante estimulou os leitores de sua revista digital Rumiyah a usarem veículos motorizados para matar e ferir pessoas, da mesma maneira que um agressor tunisiano matou mais de 80 pessoas durante a comemoração do Dia da Bastilha em Nice, na França.

Os caminhões pesam 16 toneladas e o dobro disso quando cheios de areia, o que os torna difíceis de mover mesmo se atingidos por veículos grandes.

O Estado Islâmico, que controla porções do Iraque e da Síria e almeja inspirar ataques de outros no exterior, assumiu a responsabilidade pelo atentado do dia 14 de julho na cidade francesa.

"Estamos ciente de alguns relatos que circulam por aí, mas quero garantir a todos os nova-iorquinos de que não há nenhuma informação confiável e específica de qualquer ameaça específica dirigida a esta parada", disse o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, em uma coletiva de imprensa na quarta-feira.

A polícia também usou os caminhões de areia para proteger a Trump Tower, lar e sede de campanha do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, que fica nas proximidades.

O desfile, que deve começar às 12h de Brasília, irá partir do Central Park e descer a Sexta Avenida, uma quadra distante da Quinta Avenida, endereço da Trump Tower, e terminar perto da loja da Macy's na rua 34.

De Blasio estimou que 250 mil pessoas foram às ruas ver os balões serem inflados na quarta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos