Oito mineiros morrem após tremor em mina na Polônia

VARSÓVIA (Reuters) - A contagem final de mortes após tremor que causou um deslizamento de rochas em camadas profundas da maior mina de cobre da Europa, no sudoeste da Polônia, subiu para oito trabalhadores, disse a KGHM, operadora da mina nesta quarta-feira.

O tremor atingiu a mina de cobre de Rudna às 18h09 (horário de Brasília) de terça-feira, disse a KGHM, causando grandes danos. Túneis centenas de metros abaixo da superfície ficaram bloqueados pelas rochas, impedindo o acesso aos mineiros desaparecidos, disseram autoridades da empresa.

Mais cedo nesta quarta-feira os representantes da KGHM disseram que o tremor matou cinco pessoas e que os socorristas estavam procurando por três outros funcionários que estavam presos na mina. Em seu último comunicado, os representantes disseram que os três mineiros morreram.

"Os socorristas descobriram os três corpos dos mineiros próximos uns aos outros. Portanto, o resultado deste tremor trágico são oito mortes", disse a agência de notícias estatal PAP, citando o diretor da mina de Rudna, Pawel Markowski.

"A operação de resgate durou 24 horas. Nós fizemos tudo o que pudemos para salvar os mineiros, mas infelizmente nós perdemos", disse Markowski, acrescentando que o tremor foi a maior tragédia da KGHM nos últimos 55 anos.

A KGHM disse que a mina de Rudna, a maior mina de cobre da Europa e em operação desde 1974, tem 11 colunas que chegam a até 1244 metros abaixo da superfície.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos