Suspensa, Venezuela tenta entrar em reunião do Mercosul

Em Buenos Aires

  • Reuters

A ministra de Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodriguez, não conseguiu entrar em uma reunião do Mercosul nesta quarta-feira, depois de ameaçar entrar pela janela se necessário, apesar de seu país ter sido expulso do bloco neste mês.

O encontro, realizado no Ministério das Relações Exteriores da Argentina em Buenos Aires, também reuniu outros países sul-americanos: Brasil, Uruguai, Bolívia e Paraguai.

"Se eles nos fecharem a porta, nós, como disse o nosso presidente (Nicolás) Maduro, passamos pela janela", afirmou a chanceler a repórteres do lado de fora do ministério.

"Vamos colocar sapatos de borracha e entrar pela janela ... a Venezuela não precisa de convite porque é, por enquanto, presidente do Mercosul", acrescentou.

A Venezuela foi suspensa do Mercosul neste mês em parte devido a preocupações com o retrospecto de direitos humanos do governo.

O governo socialista de Maduro, que perdeu aliados na região à medida que vários países se deslocaram para a direita, afirma que a suspensão do bloco é um "golpe" injustificado e ilegal.

A ministra venezuelana foi posteriormente admitida no prédio do ministério, pela porta, para se encontrar com a chanceler argentina, Susana Malcorra, mas permaneceu apenas um pouco antes de sair sem ter acesso à sessão.

A Venezuela aderiu ao Mercosul em 2012.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos