Autoridades turcas investigam 10.000 usuários de mídias sociais

De Ancara

  • Murad Sezer - 20.dez.2016/Reuters

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, discursa no último dia 20

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, discursa no último dia 20

As autoridades turcas estão investigando cerca de 10.000 pessoas suspeitas de usarem mídias sociais para apoiar o terrorismo, afirmou neste sábado (24) o Ministério do Interior, em uma ampla ofensiva que alarmou grupos de direitos humanos e aliados ocidentais. 

A Turquia, que enfrenta ameaças à segurança por parte de militantes curdos e do Estado Islâmico, demitiu ou suspendeu mais de 100 mil pessoas após uma tentativa de golpe militar em julho. O governo defende que as medidas foram necessárias para erradicar os partidários do golpe e outros terroristas. 

Mas grupos de direitos humanos e alguns países europeus têm dito que o presidente Recep Tayyip Erdogan está usando o atual estado de emergência para anular a dissidência. Desde o golpe, mais de 150 veículos de comunicação foram fechados e 140 jornalistas presos.

O Ministério do Interior afirmou neste sábado que a luta contra o terrorismo está sendo realizada "com determinação" nas mídias sociais.

Nos últimos seis meses, autoridades detiveram 3.710 pessoas para interrogatório, segundo o ministério. Destas, 1.656 foram formalmente presas e 84 ainda estão sendo questionadas.

As 1.970 restantes foram libertadas, embora 1.203 ainda estejam sob monitoramento, acrescentou.

O acesso a redes sociais como Twitter e Facebook é comumente bloqueado, especialmente depois de bombas e outros ataques mortais, disseram grupos de monitoramento da internet. A Turquia nega que faça bloqueio à internet e já ligou as interrupções a picos de uso uso após grandes eventos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos