Debbie Reynolds é internada após morte da filha Carrie Fisher

(Reuters) - Debbie Reynolds, uma das principais estrelas dos musicais de Hollywood nos anos 1950 e 1960, incluindo "Cantando na chuva", foi levada às pressas para um hospital na quarta-feira, de segundo relatos da mídia, um dia depois da morte de sua filha, Carrie Fisher.

Reynolds, de 84 anos, estava na casa de seu filho Todd Fisher em Beverly Hills, na Califórnia, discutindo arranjos para o funeral de Carrie, que morreu na terça-feira, informou o site TMZ. Alguém na casa telefonou para o telefone de emergência 911 pouco depois das 13h (horário local).

O TMZ relatou que ela teve um possível acidente vascular cerebral.

Segundo a revista People, o Departamento de Bombeiros de Los Angeles respondeu a um pedido de ajuda médica no endereço de Todd Fisher e transportou uma mulher em condições razoáveis ​​para o Centro Médico Cedars-Sinai. O hospital não confirmou que a atriz estava lá.

Uma das mais duradouras e cativantes estrelas de Hollywood de seu tempo, Debbie Reynolds recebeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz pelo musical de 1964 "A inconquistável Molly".

Carrie Fisher, que se tornou célebre como a princesa Leia nos filmes de "Star Wars" e depois lutou contra a dependência química antes de contar sua história em um best-seller, morreu na terça-feira aos 60 anos depois de sofrer um ataque cardíaco na sexta-feira passada.

(Reportagem de Will Dunham)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos