Preços fecham perto de máximas do ano, aguardando cortes da Opep e dados de estoques nos EUA

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram pela quarta sessão consecutiva nesta quarta-feira, se aproximando de seus níveis mais altos desde meados de 2015, antes de números de estoques dos Estados Unidos e à medida que o mercado aguarda evidências das reduções de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) no novo ano.

O petróleo dos EUA encerrou em alta de 0,16 dólar a 54,06 dólares por barril, não muito distante da máxima do ano de 54,51 dólares alcançada em 12 de dezembro.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,13 dólar a 56,22 dólares por barril. A marca de referência internacional atingiu 57,89 dólares em 12 de dezembro, a máxima desde julho de 2015.

Os preços do petróleo ganharam 25 por cento desde meados de novembro, ajudados por expectativas para o corte de produção da Opep e por fortes dados econômicos dos EUA que também impulsionaram o preço de ações.

As negociações estavam baixas, com apenas 294 mil contratos sendo negociados, em comparação com uma média diária de 525 mil ao longo dos últimos 200 dias. A expectativa é que o mercado continue tranquilo no restante da semana.

(Por David Gaffen; reportagem adicional de Jane Chung e Dmitry Zhdannikov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos