Coalizão dos EUA diz que alto comandante do Estado Islâmico foi morto na Síria

BEIRUTE (Reuters) - Um dos principais comandantes do Estado Islâmico na Síria foi morto em um ataque aéreo da coalizão liderada pelos Estados Unidos, disse um porta-voz da coalizão nesta quinta-feira, confirmando relatos anteriores sobre a morte.

Abu Jandal al-Kuwaiti, membro do comitê militar do Estado Islâmico, foi morto na segunda-feira na represa Tabqa, um objetivo estratégico no norte da Síria perto da cidade de Raqqa, o principal reduto dos militantes no país, de acordo com o porta-voz.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que monitora o conflito na Síria, havia dito na terça-feira que Kuwaiti provavelmente tinha morrido em combate enquanto os militantes tentavam conter um avanço das Forças Democráticas Sírias, apoiadas pelos EUA, em direção à represa.

O Estado Islâmico ainda não confirmou a morte de Kuwaiti.

Kuwaiti esteve envolvido na retomada da cidade histórica de Palmyra pelo Estado Islâmico este mês, e depois seguiu para Tabqa para ajudar a reforçar as defesas dos jihadistas contra as forças apoiadas pelos EUA, de acordo com a coalizão.

"Abu Jandal esteve envolvido no uso de veículos suicidas, artigos explosivos improvisados e armas químicas contra as Forças Democráticas Síria... sua morte irá degradar a capacidade do Estado Islâmico de defender Raqqa e lançar operações externas contra o Ocidente", disse a coalizão em comunicado.

(Reportagem de Lisa Barrington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos