Ataques à bomba e bombardeios aéreos na Síria prejudicam negociações de paz em Genebra

GENEBRA (Reuters) - O governo sírio e representantes da oposição para as negociações de paz em Genebra fizeram um alerta neste sábado sobre o impacto do dia de violência na Síria, que inclui o ataques de homens-bomba e bombardeio com mísseis da Força Aérea.

Com tensões palpáveis entre os participantes, a Organização das Nações Unidas está sendo cuidadosa em seus esforços para retomar as negociações após uma pausa de 10 meses.

O cessar-fogo negociado por Rússia e Turquia com o apoio do Irã está sendo cada vez mais violado, com grupos que se opõe à trégua e ao processo em Genebra também tentando forçar seu colapso.

Homens-bomba atacaram dois escritórios de segurança sírios em Homs neste sábado, matando dezenas com armas de fogo e explosões, incluindo o chefe da segurança militar, causando bombardeios aéreos contra a última fortaleza rebelde na cidade.

A aliança rebelde jihadista Tahrir al-Sham, que se opõe às conversas – embora tenha lutado ao lado das facções que estão representadas nelas – disse que cinco homens-bomba conduziram o ataque.

Em entrevista à Reuters, a negociadora do oposicionista Comitê de Altas Negociações (HNC, na sigla em inglês), Basma Kodmani, disse que grupos que apoiam as negociações obedeceram o cessar-fogo, mas questionou o comprometimento do governo e se a Rússia, aliada essencial de Assad, estava ponta para limitar a violência.

"O cessar-fogo está sendo violado hoje da maneira mais horrível", disse. "O uso de napalm ontem e os enormes bombardeios hoje no subúrbio de Waer, na cidade de Homs. Isto está nos passando impressões muito negativas sobre quais são as intenções do regime".

O Ministério das Relações Exteriores da Síria disse que escreveu à ONU exigindo a condenação do ataque de sábado e do que chamou de "outros atos terroristas". Damasco se refere a todos os grupos contrários ao governo como terroristas.

(Por Tom Miles e Angus McDowall)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos