Fórmula 1 afrouxa regras sobre uso de redes sociais pelas equipes

BARCELONA (Reuters) - Os novos donos da Fórmula 1 sinalizaram um rompimento com a era Bernie Ecclestone nesta segunda-feira ao darem a equipes e pilotos maior liberdade para interagir com torcedores via redes sociais de dentro das áreas restritas dos circuitos.

Ecclestone, que em janeiro deixou de ser o chefe comercial do esporte depois que a Liberty Media finalizou a aquisição, era conhecido pelo ceticismo em relação às redes sociais e controlava muito todo o conteúdo de vídeo de dentro do paddock.

Muito dos rendimentos da Fórmula 1 vem dos acordos com as TVs.

A Liberty Media fez da interação com os torcedores uma prioridade, no entanto, e está determinada a construir a marca via redes sociais e canais digitais.

As equipes foram informadas nas orientações divulgadas antes do primeiro dia da pré-temporada de testes em Barcelona nesta segunda-feira que elas poderiam agora “fazer vídeos curtos para o uso nos seus próprios canais sociais” de dentro paddock.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos