Irã diz que fortalecerá capacidade de mísseis, em desafio a Trump

Por Bozorgmehr Sharafedin

LONDRES (Reuters) - O Irã fortalecerá sua capacidade de mísseis e não pedirá a permissão de nenhum país, disse o presidente iraniano, Hassan Rouhani, nesta sexta-feira, em desafio a cobranças do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Rouhani fez a declaração durante uma parada militar, na qual uma das armas em exibição era um novo míssil balístico com alcance de 2 mil quilômetros, capaz de carregar diversas ogivas nucleares, de acordo com uma agência de notícias iraniana.

A agência de notícias Tasnim, que citou o chefe da divisão aeroespacial das Guardas Revolucionárias, Amirali Hajizadeh, deu poucos detalhes sobre o míssil.

Durante a Assembleia Geral da ONU, na quinta-feira, Trump disse que o Irã está desenvolvendo sua capacidade de míssil e acusou o país de exportar violência para o Iêmen, Síria e outras partes do Oriente Médio.

Ele também criticou o acordo de 2015 que os Estados Unidos e outras seis potências fecharam com o Irã, em que Teerã concordou em restringir seu programa nuclear em troca da suspensão de sanções econômicas.

Em discurso transmitido pela TV estatal, Rouhani disse: "Nós iremos aumentar nosso poder militar como meio de impedir... Nós não iremos buscar permissão de ninguém para defender nosso país."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos