PUBLICIDADE
Topo

Minissubmarino dos EUA fará buscas por submarino argentino desaparecido

25/11/2017 15h57

Por Eliana Raszewski

BUENOS AIRES (Reuters) - Em meio a uma megaoperação internacional para encontrar o submarino argentino desaparecido há 10 dias com 44 tripulantes a bordo, um minissubmarino de resgate dos Estados Unidos que estava na região do Atlântico Sul poderia navegar neste sábado à noite para a zona de buscas, disse a Marinha do país sul-americano.

As autoridades argentinas admitiram na quinta-feira que o submarino San Juan sofreu uma explosão, o que levou a muitos dos parentes dos tripulantes considerá-los mortos, enquanto a operação internacional se concentra em localizar traços subaquáticos da embarcação.

O minissubmarino dos EUA será evado pelo navio Sophie Siem, sobre o qual trabalharam cerca de 40 soldados a fim de adaptá-lo às necessidades do traslado. A partir do local onde está atracado, no porto de Comodoro Rivadavia, na província de Chubut, o navio levará um dia para chegar até a área onde se concentram as buscas pelo San Juan.

"Se Deus quiser e as condições climáticas acompanharem, poderão navegar esta noite com o pessoal, oficiais, mergulhadores argentinos, acompanhando-os para a área de operações, o que exigiria aproximadamente 24 horas", disse neste sábado o porta-voz da Marinha argentina, Enrique Balbi.

"A partir de amanhã, as condições climáticas começarão a ficar mais difíceis", avaliou Balbi, em uma coletiva de imprensa.