Conselho de Segurança da ONU votará na 6ª-feira novas sanções contra Coreia do Norte

Por Michelle Nichols

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas votará na sexta-feira uma resolução elaborada pelos Estados Unidos que busca endurecer as sanções contra a Coreia do Norte, em resposta ao seu mais recente lançamento de míssil balístico intercontinental, disseram diplomatas.

O projeto, visto pela Reuters nesta quinta-feira, busca proibir cerca de 90 por cento das exportações de produtos de petróleo refinados para a Coreia do Norte, limitando-os a 500 mil barris por ano e exigindo a repatriação de norte-coreanos que trabalham no exterior no prazo de 12 meses.

Também restringiria o petróleo à Coreia do Norte em 4 milhões de barris por ano. Os Estados Unidos têm pedido à China para limitar o seu abastecimento de petróleo ao país vizinho e aliado.

O texto foi distribuído para o conselho de 15 membros na quinta-feira. Embora não estivesse imediatamente claro como a China votará, tradicionalmente um projeto sobre a Coreia do Norte não é circulado a todos os membros até que seja acordado entre Pequim e Washington.

Para ser aprovada, uma resolução precisa de pelo menos nove votos a favor e nenhum veto de Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China.

Os Estados Unidos fizeram no final do mês passado um alerta à liderança da Coreia do Norte que o país seria "completamente destruído" se houver uma guerra, após o teste de míssil de Pyongyang mais avançado, colocando o continente americano no alcance.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos