PUBLICIDADE
Topo

Homem armado abre fogo em fábrica de massas em Moscou e mata um

27/12/2017 14h49

MOSCOU (Reuters) - Um homem armado abriu fogo em uma fábrica de massas em Moscou, matando um guarda no início desta quarta-feira, informaram autoridades.

O homem, identificado por promotores como ex-diretor da fábrica Ilya Averyanov, disse a uma emissora de rádio pelo telefone que estava entrincheirado dentro da fábrica enquanto a polícia cercava o local.

"Atirei em um cara e infelizmente acho que o matei", disse ele à Business FM. "Se eu sobreviver, vou lutar até o fim... Agora ou vou atirar em mim mesmo ou me entregar."

O homem disse que abriu fogo em legítima defesa para impedir que pessoas tomassem a fábrica dele. "Eles usaram documentos fraudulentos para roubar a fábrica de mim e me levar à falência. Tenho oito filhos", disse ele à emissora.

Outros veículos de imprensa afirmaram, citando o Ministério do Interior da Rússia, que o homem deixou o local e estava foragido.

O gabinete da promotoria de Moscou disse que oficiais de justiça chegaram à fábrica, na parte sudeste da cidade, nesta manhã.

A fábrica "Menshevik" passava por processo de falência em um tribunal de Moscou, disse a agência de notícias estatal russa RIA. De acordo com a agência, o proprietário fez várias reclamações ao tribunal argumentando ser vítima de fraude.