Príncipe bilionário saudita é libertado

Por Sarah Dadouch e Katie Paul

RIAD (Reuters) - O bilionário príncipe da Arábia Saudita Alwaleed bin Talal foi libertado neste sábado, de acordo com familiares, mais de dois meses após ser preso por corrupção.

Sua libertação ocorreu horas depois ele dizer à Reuters, em uma entrevista no hotel Ritz-Carlton de Riad, que aguardava a sua libertação dentro de alguns dias.

Os termos de sua libertação, segundo uma autoridade saudita, incluíram acordo financeiro feito com autoridades do país e aprovado pelo procurador-geral.

A sua libertação e a de vários outros magnatas realizadas na sexta-feira sugere que a parte principal da investigação de corrupção estaria encerrada.

"Ele chegou em casa", disse uma fonte da família do príncipe Alwaleed à Reuters.

O príncipe estava confinado no Ritz-Carlton desde o início de novembro, juntamente com dezenas de outros altos funcionários e empresários, parte do plano do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman para reformar a superpotência de petróleo da Arábia Saudita e consolidar seu poder.

(Corm reportagem de Rania El Gamal, em Dubai)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos