EUA devem abrir embaixada em Jerusalém em maio, diz autoridade

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos esperam abrir sua embaixada em Israel em Jerusalém em maio, disse uma autoridade norte-americana à Reuters na sexta-feira, uma mudança de Tel Aviv que reverte décadas de política dos EUA.

No ano passado, o presidente Donald Trump anunciou que os Estados Unidos reconheciam Jerusalém como a capital de Israel, enfurecendo os palestinos, que querem a parte leste da cidade como sua capital, e até mesmo os árabes que são aliados de Washington.

A abertura da embaixada já em maio parece representar uma antecipação ao que se esperava. Em discurso no Parlamento israelense no mês passado, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, disse que a transferência aconteceria no final de 2019.

Segundo a autoridade norte-americana, que falou sob condição de anonimato, a abertura coincidirá com o 70º aniversário da fundação de Israel.

(Reportagem de Yara Bayoumy e Mary Milliken)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos