PUBLICIDADE
Topo

Grupo rebelde ELN implementará cessar-fogo durante eleição parlamentar na Colômbia

26/02/2018 10h55

BOGOTÁ (Reuters) - Rebeldes do Exército de Libertação Nacional (ELN) irão implementar um cessar-fogo unilateral de quatro dias durante as eleições parlamentares da Colômbia no próximo mês, disse o grupo em comunicado nesta segunda-feira.

O governo suspendeu conversas de paz com o ELN em janeiro, após o fim do primeiro cessar-fogo bilateral, quando as guerrilhas voltaram a atacar forças de segurança e gasodutos.

"Como um gesto de respeito aos colombianos que estão votando, o Exército de Libertação Nacional irá interromper operações militares ofensivas entre os dias 9 e 13 de março", disse o comunicado, publicado no site do grupo.

A eleição parlamentar acontece no dia 11 de março, antes da votação presidencial prevista para maio.

Os rebeldes pediram que o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, defina uma data para retomar as conversas de paz, acrescentando que a nova rodada de negociações deve ter como foco estabelecer um novo cessar-fogo bilateral.

Santos tem dito que negociações não serão retomadas até que as ações do ELN coincidam com suas palavras. Oito policiais foram mortos e mais de 40 pessoas ficaram feridas na última onda de ataques por parte da guerrilha.

(Reportagem de Julia Symmes Cobb)