França dará direito de residência a imigrante que escalou prédio para salvar criança

PARIS (Reuters) - A França dará documentos de residência a um imigrante ilegal do Mali que escalou a fachada de um prédio de Paris para salvar uma criança que estava prestes a cair de uma varanda no quarto andar, anunciou o presidente francês, Emmanuel Macron, nesta segunda-feira.

Um vídeo mostra Mamoudou Gassama, de 22 anos, arriscando a vida no domingo ao subir pelas varandas para resgatar o menino de quatro anos, que é visto agarrado a uma grade e olhando para o chão enquanto observadores assistem horrorizados.

O vídeo viralizou, e Gassama, que foi apelidado de "Homem-Aranha" por conduzir o resgate em menos de um minuto, logo foi recebido em uma reunião no Palácio do Eliseu.

"Este é um ato excepcional", disse Macron a Gassama. "Obviamente acertaremos todos os seus documentos e, se você quiser, iniciaremos o processo de naturalização para você poder se tornar francês", acrescentou.

Gassama disse a Macron que tentou cruzar o Mediterrâneo em março de 2014 para chegar à Itália, mas foi impedido pela polícia.

A Europa enfrenta uma crise imigratória desde 2015 como consequência das guerras na Líbia e na Síria, e mais de um milhão de pessoas da África e do Oriente Médio tentaram chegar ao continente pela Turquia ou pelo mar.

Os pais do menino resgatado o haviam deixado sozinho, segundo o canal de TV BFM. Seu pai foi preso e depois detido após o incidente pela suspeita de ter faltado à sua responsabilidade parental.

"Eu fiz porque era uma criança", disse Gassama, segundo o jornal francês Le Parisien. "Eu escalei... graças a Deus o salvei".

(Reportagem de Bate Felix, Michel Rose e Marine Pennetier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos