Topo

Mais de mil migrantes fogem de centro de detenção no sul do México

2019-04-26T11:02:00

26/04/2019 11h02

Por Jose Torres

TAPACHULA (Reuters) - Mais de mil migrantes fugiram de um centro de detenção no sul do México na noite de quinta-feira, disseram autoridades, mais um sinal de como um aumento no número de recém-chegados está sobrecarregando os serviços do país.

Mais tarde, mais da metade dos cerca de 1.300 migrantes voltaram à unidade de detenção na cidade fronteiriça de Tapachula, no Estado de Chiapas, mas ainda não se tem notícia de cerca de 600 deles, informou o Instituto Nacional de Migração em um comunicado.

Migrantes de Cuba, que representam a maioria dos detidos, estão entre os responsáveis pela fuga, acrescentou o instituto. O jornal mexicano Reforma noticiou que haitianos e centro-americanos também estão entre os que fugiram do local, que estava lotado.

O México devolveu 15 mil migrantes nos últimos 30 dias, segundo autoridades, em meio à pressão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para que o país vizinho contenha o fluxo de pessoas que rumam ao norte.

Na quarta-feira, Trump reiterou suas ameaças de fechar parte da fronteira se o México não detiver o que descreveu como uma nova caravana de migrantes que segue para os EUA.

A maioria dos migrantes que atravessa o México vem da Guatemala, Honduras e El Salvador, mas cubanos também estão aparecendo em grande quantidade. Mais de mil deles estão atualmente em Chiapas, segundo autoridades mexicanas.

(Por Jose Torres em Tapachula, Dave Graham e Daina Beth Solomon na Cidade do México)

Mais Notícias